quarta-feira, 4 de março de 2009

Romântica incurável


Acabo de fazer mais uma aposta no amor...
Confesso que já perdi muito investimento por causa dessa minha incorrigível mania de persistir na velha história do vale a pena amar... Noites de sono, sonhos perdidos, esperanças não alcançadas, lágrimas derramadas e acima de tudo decepções...
Por isso tanta gente tem medo de relacionamentos e de se comprometer... Por isso tanta gente está sozinha, lamentando que não há por aí gente legal e descolada a fim de se relacionar... (li o post sobre isso no blog de uma amiga e fiquei muito comovida).
Mas será culpa nossa ter medo?
É uma atitude tão temerária gostar de alguém, ficar na dúvida se esse alguém vai gostar da gente também, se vai se importar, se vai nos tratar bem, se vai corresponder à altura aos nossos esforços, se vai nos decepcionar até enfim partir nosso coração... Que corajoso se expõe assim a tantos riscos? Gato escaldado tem medo de água fria, não é o ditado?
Eu reconheço que confio desconfiando e gosto na eminência permanente de me despojar desse sentimento, caso seja necessário. Parece que estou sempre em estado de alerta. É como andar num bote em mar revolto, trajando o salva vidas, já preparada para o desastre. Sempre que eu digo “agora vai”, acaba não indo. E tenho que conviver com a sensação de fracasso e com a raiva de mim mesma, por ter mais uma vez entrado no jogo do amor.
Agora estou aqui, imaginando se é possível jogar o mesmo jogo, com o mesmo peão e ainda assim vencer a partida...

5 comentários:

Diego disse...

Difícil jogar isso. Prefiro paciência.

Eu Berro! disse...

Sou romântica incuravel tbm, e nem forçando consigo ser de outro jeito. do jeito que é tão fácil pra outras pessoas.

Danielle Luciano disse...

Jogo do amor se joga como no jogo do contente. Aposte todas as suas fichas. Na hora que for determinada, vai dar certo. Pra sempre!

Menina MA disse...

Queria ser otimista como sua última amiga aí, falou.
Não que seja pessimista, mas não sei se tenho muita sorte nesse jogo. snif, snif (rs)
Bem, de qualquer maneira, gostaria de te desejar boa sorte no amor (sem jogo). Dizem que não dá para ter sorte nos dois ao mesmo tempo... rs
Beijos
(Depois me conte se este pião é o mesmo que estou pensando...)

Luciana disse...

Bom eu não acho correto joguinhos de amor.... é bom viver intensamente, e q seja eterno enquanto dure... vivo na mesma situação... mas faz parte do tal viver, hj em dia as pessoas nao ficam mais juntas qdo algo vai mal, a correria da vida tbm ajuda aos relacionamentos durarem pouco...

Por um lado isto é ótimo pq podemos viver mais, não somos mais obrigadas a ficar com o que não faz bem (comparando as mulheres antigamente) por outro vivemos num troca troca de relacionamentos e experiencias, numa busca sem fim... =/