terça-feira, 17 de março de 2009

Minha amiga cinquentona

Se você achou que eu ia louvar a Madonna de novo, enganou-se!
Há outra cinquentona que é um barato, e já foi adorada por mim, se ainda não é: Senhoras e senhores, Miss Barbie!

Não sei que tipo de menina você foi. Eu fui o tipo que mesmo sendo moleca e brincando perigosamente (haja vista meu joelho cheio de “marcas da infância), eu tinha meus momentos de “menininha”. Era quando eu brincava horas com minhas Barbies. Sim eu tinha mais de uma, apesar de na minha época ser um brinquedo caro. E tinha milhões de roupinhas, sapatos, bolsas, casacos, vestidos de festa...

Minha primeira Barbie foi típica: loira, olhos azuis, vestida (oh ironia!) de Noiva. Como eu me lembro daquele Natal, em que desembrulhei minha número um! Era simplesmente deslumbrante, naquele vestido branco cheio de fru frus, anel de brilhante e colar! Ela vinha com uma escova de cabelos e um vidro de perfume! Eu havia pedido muito aquela boneca, e como minhas amigas todas ganharam Barbies naquele ano, era uma festa quando a gente se juntava para brincar.

E que aventuras fantásticas a gente vivia com nossas Barbies! Todas tinham uma vida completa: profissão, um guarda roupas invejável, namorado (antes de ter o Ken a gente se virava com o Fofão, gente, coitada da minha Barbie namorar o Fofão, lembram do boato de que tinha uma faca dentro dele?...)... Elas faziam viagens incríveis, davam festas memoráveis, às vezes brigavam, mas sempre lindas, loiras, magras, altas, pernas longas, e usando um scapin de salto agulha!

Brinquedos politicamente corretos não eram moda nos anos 80 e 90, quando eu era criança, muito menos quando a Barbie foi criada. Deliberadamente incorreta, a Barbie sempre foi símbolo da valorização do padrão de beleza e estilo de vida americano. Mas com muito glamour, conquistou gerações de meninas de todo o mundo! Que mulher não quer ter um mundo cor de rosa como o da Barbie?

Hoje a Barbie é mais política: bonecas morenas, orientais, negras convivem felizes com as clássicas loiras. E até ganharam versões inspiradas em grandes mulheres, como a presidente alemã, considerada um modelo universal de mulher a ser seguido por sua liderança política.

Quanto a mim, brinquei de Barbie até outro dia! Inesquecível uma vez em que espalhamos no quintal da casa de uma amiga nossos apetrechos: sala da Barbie, quarto da Barbie, Barzinho da Barbie, roupas e panos da Barbie e a campainha tocou... Era o namorado da amiga, vindo visitá-la... que correria arrumamos para guardar os brinquedos antes que ele visse...

5 comentários:

Diego disse...

Nunca brinquei de Barbie. Mas eu não entendo como uma simples boneca pode significar tanto né.

Quando eu era mais novo o povo morria de medo delas. Elas matavam, estrangulavam, arranhavam. Fase trash da Barbie, quando ela andava com o Fofão e a boneca da XUXA. "Diga-me com quem andas que te direi quem és." RS.

Jéssica Ferrari disse...

Nanda, acho que não deve existir uma menina que não brincou de Barbie....mesmo quando era genérica, brincávamos de "Barbie". Hoje tenho uma filhinha de 1 ano, procuro dar aqueles brinquedos educativos, de madeira, alternativos...mas, sem dúvida, ela vai ter uma Barbie. E não acho problema algum em ela ser linda, elegante, magra. Não falo de ser loira....rs. Mas o resto das características, toda mulher quer ter. Os "Comandos em ação" tb não eram sarados e bonitões?

Ah, e me lembro que quando brincava, eu era solteirona, sem filhos, etc. Hoje fui a primeira da turma a casar e ter filhos. Acho que unir fantasia com realidade é a melhor receita, e sempre será!!!

Rafaela Freitas disse...

Bárbara Millicent Robert. Descobri ontem que a Barbie tinha nome e sobrenome... rs

Nanda Fala... disse...

Nossa Rafa, detalhe que eu não sabia!
Que massa!

Alegre-se que coisas alegres virão! disse...

Nanda.. vc fala que sua primeira Barbie vinha com um vidro de perfume.. vc lembra qual era esse perfume?

Eu amo esse cheiro... e descobri que existe essa fragancia num perfume vendido hoje em dia, e eu estou doida procurando pelo menos pelo nome do perfume.. ainda nem descobri. Se puder me ajudar, vou amar kkkk grata, cristiane
mapolao@hotmail.com