sábado, 13 de março de 2010

Escrava da Moda...

Desculpem meus amigos que defendem que moda é um mercado monstruoso, que emprega milhares de pessoas, que o jeito de se vestir é um retrato antropológico de uma época, de uma cultura, que é atitude, e tudo o mais que se diz sobre a moda.

Mas eu aqui estou de saco cheio da moda!

Se eu compro um sapato, quando termino de pagar, ele já não está mais na moda! Aí as pessoas vão me falar que eu não tenho personalidade, que não devo seguir moda, que tenho que ter meu estilo e ser fiel a ele independente do que as marcas famosas pregam.

Mas não é para a gente ter a própria personalidade e estilo que a indústria da moda gasta bilhões de dólares em publicidade. Eles querem é vender milhares de pares de sapatos que serão usados uma vez e depois esquecidos nos closets das madames. Isso enquanto contratam mão de obra infantil e escrava na China para fabricar os tais sonhos de consumo de toda mulher!

E depois, como ser fiel ao meu estilo? Se eu gosto de sapatos marrons e o marrom não é a tendência do verão, não há loja no mundo em que eu consiga encontrar um sapato marrom! Se eu amo calça saruel, quando acabar a moda, nunca mais vou achar uma calça saruel! Minha nova mania é o tal esmalte laranjinha neon do verão. Mas eu já estou em pânico por que sei perfeitamente que no inverno os tons neon vão ser very old fashion e aí eu vou ter que sucumbir ao sem graça branquinho...

E pior ainda quando você tem uma profissão que exige que esteja sempre de cabelo arrumado, unhas feitas e "estilosa". Você é advogada? Ótimo, basta ter um terninho preto no guarda roupa e tá bom! Agora vai ser designer! Vai... você vai ter que provar o tempo todo que é criatva e competente com a cor do seu esmalte...

Tudo isso por que vivemos num mundo incapaz de ir além das aparências...

4 comentários:

Sophie Neveu disse...

Muito simples... diga que é "vintage" sempre cola.

FRIGGA UNIFORMES PERSONALIZADOS disse...

Oi Nanda, coincidentemente acabei de sair de workshop de Moda da Natalie Oliffsson que aborda isto. O fast fashion realmente é um saco e nós nos matamos de trabalhar por conta dele...

Só que o problema ai não é a Moda exatamente e sim o excesso de informação, ou seja a GLOBALIZAÇÃO é responsável pelas corridas tendências, pelos bombardeios via internet, moda, cultura, tendências faz em geral as coleções terem que se dividir nas quatro estações para não perder seu mercado.

Qto ao sapato marron, rs é dificil mesmo vc conseguir fazer o produto se a matéria-prima não está inserida na chamada tendência. Porém ainda sim existe as marcas independentes, ou seja, marcas que criam sem precisar de ficar presa a tendências. Dois exemplos de marcas em BH é a Elvira Matilde, e Ronaldo Fraga.

Mas pesquisando vc acha um sapato marron sim =) pode não ser na sua grife favorita, mas marrom nos calçados não sai de moda*

**No caso do exemplo citado, mas entendi o que vc quis passar...

bjão

FRIGGA UNIFORMES PERSONALIZADOS disse...

um exemplo claro que o problema é a globalização e não a moda é a maior inimiga da Moda atualmente: o aparelho celular.

Vc compra um black berry por um preço x, dps de dois meses ele já tá desvalorizado e vc gasta uma grana nele.

Eu vou dar um tiro no próprio pé agora... mas eu fujo um pouco do que todo-mundo-esta-usando-por-ai. O legal é ter seu próprio estilo e personalidade e eu amo meus sapatos antigassos, rs pra mim são os melhores e jogo-os muito bem. =)

Fica a dica! ;)

Nanda Fala... disse...

Ahhhhh Tinha que ser a Lú para dar essa aula de Moda!

Ok, Lú, vou tentar ser mais condescendente com meus sapatos velhos, mas eu "como" sapato, não sei por que tenho que comprar um par todo mês... rsrsrsr

Obrigada pelas dicas! Mas cá pra nós, Euvira Matilda não é UÓ?
rsrsrs