domingo, 3 de janeiro de 2010

Avatar 3D - Diversão para as férias!



O primeiro post do ano, e vou falar de cinema.

Não sou muito fã de filmes de fantasia. Gosto com moderação, e vejo com desconfiança quando são lançados com aquele furor todo... Gasta-se tempo e dinheiro com todos aqueles efeitos visuais fantásticos, e economiza-se em bom roteiro...

Achei, para horror dos aficcionados, O Senhor dos Anéis, uma grande de uma porcaria. Salvo alguns personagens realmente fofos, dá um desespero de ficar 3 horas na cadeira do cinema, sentada, vendo aquilo... Até que fui ler os livros e entendi que sorte é a de quem vê o filme. Os livros são um sacooo...

Bom, então fui assistir Avatar 3D ontem, só por um motivo, eu nunca tinha visto um filme em 3D e pensei que, se o filme fosse uma completa porcaria, pelo menos os efeitos visuais salvavam. Ah, que surpresa agradável, Avatar 3D é um belo filme... E nem estou falando dos efeitos visuais incríveis e da delícia da diversão 3D! Estou falando também da bela história, da mensagem de amor à vida, ecologia e respeito pela natureza, pelo apelo espiritual... Vale a pena gastar 3 horinhas na cadeira do cinema, que é até bem confortável, usando aqueles óculos horríveis!

Claro que a história já foi contada mil vezes... É a velha fábula do imperialismo, que já vimos em 1492 - A Descoberta do Paraíso, Pocahontas, e em tantos outros filmes em que o dominador chega com tecnologia e arrogância e se bate contra sabedoria e inocência. E também é a questão do mundo paralelo, criado para servir de consolo pelo nosso mundo semi destruído e à caminho da inanição...

Gosto particularmente dessas histórias, que fazem sucesso entre as crianças, e que são extremamente educativas. A cena em que a heroína nativa mata um animal na floresta e chora pela sua morte, demonstrando grande respeito pela vida é sensível e comovente. E a cena chocante do bombardeio de uma árvore gigante me fez lembrar todos aqueles noticiários em que protestantes se abraçam às árvores, impedindo que elas sejam derrubadas. Também gostei da questão da "ligação" que todos os seres vivos têm entre si (no caso dos personagens, quase uma entrada USB que os conecta à outras vidas).

Ah, notas importantes (fáceis de localizar na internet) que não podem faltar: o filme é de James Cameron  ( o homem das grandes bilheterias como Titanic), com o gato do Sam Whorthington e a veterana Sigourney Weaver.

3 comentários:

Sophie Neveu disse...

eu adorei também! =)

Menina MA disse...

Devia ter me chamado para ir junto. :-(
Estou tentando assistir, mas as sessões sempre estão lotadas.
Ainda estou por aqui. Liguei algumas vezes para vcs e deixei recado com seu pai.
Vamos ver se nos encontramos antes de eu ir.
beijos

Andressa disse...

Eu vi o filme também e adoreei!
e eu só fui ver porque meu cunhado me encheeeu taaaanto o saco, que eu fui.
E me surpreendi...
realmente uma historia que toca mesmo.
beijocas Menina!