quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Geração Y



Há muito tempo eu queria linkar o blog da cubana Yoani Sanchez aqui, o Generación Y.


Yoani é uma das blogueiras mais populares do mundo, e seus posts têm todos os ingredients para serem irresistíveis: ela fala de uma Cuba de desilusões, escrevendo clandestinamente sobre uma geração tolhida pela ditaduta e pelo comunismo. Jovens que como ela, anseiam por um mundo novo, de liberdade, e acabam se despatriando, exilados, sofridos e marginalizados em outros países, jovens que não têm mais para onde ir e nem para onde voltar.


Mas ao contrário de muitos deles, Yoani não quer partir. Sua crítica melancólica e muitas vezes sarcática é carregada de um sentimento de amor pelo seu país. E de orgulho pelo seu povo.


Uma mulher que encontrou um meio de se fazer ouvir, mesmo quando tantas vozes se calam e outras tantas se perdem em meio à guerrilhas, vigilância e massacres.


Faz-me pensar que força têm essas pessoas, que num meio de adversidades, encontram maneiras de lutar, nem que seja apenas expondo suas opiniões e expondo-se a retaliações.


E nós, que temos liberdade de expressão, estamos calados, como se as mordaças estivessem em nossas bocas... Cadê a força dos brasileiros, que já fomos calados por tantos anos em ditaduras sucessivas? Cadê nosso grito de basta?


Será que nos falta amor pela nossa terra e orgulho do nosso povo?

4 comentários:

Menina MA disse...

Como é bom estar conectada a uma blogueira de verdade, ou melhor, de primeira linha. Acabo conhecendo coisas especiais que nem sequer sabia que existiam nesta blogosfera (este termo eu já aprendi rs).
Uma boa divulgação e um ótimo comentário, Fernanda.
Até que ponto não são as adversidades que nos trazem mesmo esta alteridade da Yoani; esta sensação de se sentir um "outro" e esta necessidade de se falar desta diferença com os "outros" de outros lugares.
Será que nosso lugar comum, confortável, acomodado... nos faz esquecer desta nossa identidade e diferença? Será que os discursos prontos já estão tão naturalizados e aceitos na nossa pátria mãe gentil? (Mas sabemos que ela nem sempre foi ou é tão gentil assim com todos...)
Beijocas e boas reflexões.

Rafaela Freitas disse...

Falta de hábito! única explicação. Não é falta de amor, orgulho nem de tempo. É de conhecimento. É de saber aproveitar bem essa "coisa" chamada ciberespaço da melhor maneira possível.

Diego disse...

Acho que nós, brasileiros, estamos num periodo de comodismo. Nossa geração nasceu em meio a calmaria que nossos pais lutaram para obter. Estamos acostumados com isso. Creio que a próxima tenha mais voz. Isso se eles todos não se perderem no PUNKINDIEMOCOREFAKE.

Danielle Luciano disse...

Concordo que seja comodismo. Brasileiro tem preguiça até de lutar pelos seus ideais.Foi-se o tempo...