segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Top 5 - As 5 prioridades que espero dos próximos governantes

Gostaria de ser uma engajada política. Levantar bandeira, ir para a praça pública protestar, defender meus ideais avidamente... Porém, assim como nenhuma religião responde completamente às minhas questões espirituais, nenhum partido político me seduz cem por cento. Prefiro acreditar em um candidato com vontade de melhorar o país do que em rivalidades exacerbadas.

Dia 15 de outubro lá vamos nós para mais uma maratona eleitoral. Se estaremos preparados para a batalha? Espero que sim... Não acredito que a missão esteja cumprida nesse dia e após as apurações. Penso que como cidadãos responsáveis, devemos acompanhar nossos eleitos e pressionar para que eles trabalhem honestamente.

Então o top 5 de hoje é sobre as 5 prioridades que vejo que devem ser atacadas com muita garra pelos novos eleitos. Quando eu for às urnas votar no dia 15, é isso que eu espero deles, sejam quem forem.

1) Educação e Cultura:  acho que os políticos e a sociedade num geral devem olhar com mais carinho para as crianças do Brasil, que são o futuro desse país, e andam tão mal cuidadas por todos nós. Começando pelo estatuto da Criança e do Adolescente, que eu gostaria que fosse levado mais à sério por todos os governantes e por todos os cidadãos. Se toda criança tem direito à saúde e educação, então que a gente encontre um jeito de colocar todos esses pirralhos na escola, e de assegurar que tenham uma educação de qualidade. E também quero que essas crianças sejam vacinadas e atendidas gratuitamente, com qualidade, nos Postos de Saúde e hospitais públicos. Quero que tenham acesso aos medicamentos e que não precisem morrer de doenças simples, perfeitamente tratáveis. Seria ótimo também que seus pais pudessem lhe dar alimento saudável para garantir sua energia para brincar e para criar.

2) Honestidade: Quero que os políticos sejam vigiados de perto. Porque já sabemos que a ocasião faz o ladrão, e num meio onde é fácil desviar dinheiro público, até um carinha certinho pode se corromper. Quero transparência na política. Quero saber o que esse pessoal faz com o dinheiro dos nossos impostos, centavo por centavo. E quero mais honestidade da polícia, dos funcionários públicos e de todos os que trabalham pelo país.

3) Reforma tributária: Somos um dos povos que mais pagam impostos no mundo! E quem mais paga imposto no Brasil é quem tem menos grana... Por que isso não foi distribuído proporcionalmente até hoje? Isso sem falar nas pequenas e médias empresas, que hoje são a grandes geradoras de empregos. Gostaria que a barra fosse aliviada para os pequenos empreendedores, para que eles possam crescer e produzir mais. Quero que a renda seja melhor distribuída no país. Não sou socialista, nem acredito nessas coisas. Mas acredito que a classe miserável do Brasil pode ser menos miserável. Isso também amenizaria o problema da criminalidade e da violência urbana.

4) O bom exemplo do orçamento participativo ampliado para o Brasil: em minha cidade os cidadãos escolhem periodicamente, entre duas obras sugeridas pela prefeitura, qual deve ser executada. Há uma eleição entre os moradores de cada região, e nós escolhemos o que queremos que seja feito, e que achamos mais importante para nossa vida. Isso funciona, retirando poder de uma elite burocrática e ampliando-o para a sociedade. No Brasil, vejo grande esperdício do patrimônio público em obras faraônicas que só servem para lavar dinheiro e enriquecer políticos. Chega disso!

5)  O Brasil é nosso: o brasileiro precisa acordar para uma realidade inquestionável: cada povo tem o governo que merece. Se é assim, por que tanta robalheira no poder público? Por que ela começa no nosso dia a dia, no nosso trabalho, às vezes dentro de nossas casas. Quem é cem por cento honesto a ponto de poder jogar uma pedra no plenário? Quem não tem "gato" de eletricidade ou internet em casa? Quem não usa o "tio poderoso" para furar uma fila ou para ser indicado num emprego de confiança? Quem não joga guimba de cigarro no chão? Quem não estaciona em fila dupla? Quem não acha que tem mais direito que os outros e respeita o seu próximo? Quem não corta uma árvore sem autorização da prefeitura? Quem não usa e abusa do infame "jeitinho brasileiro"?

2 comentários:

Andressa Paixão disse...

Pois é Nanda!
Eu concordo com você.
Educação e cultura são pontos muito mal cuidados no Brasil.
e transparência nos serviços públicos é fundamental pra parar com a roubalheira.
E sim! Sem dúvida cada povo tem o governo que merece.Tá mais do que na hora de do Brasil acordar e começar a cobrar os políticos atitudes diferentes.

um beijo!!!

Fernanda Fiuza disse...

Rsrsrss...
Post inspirado no seu... percebeu né?