terça-feira, 8 de junho de 2010

Conselho Amoroso - A decisão de Caroline

Com a proximidade do Dia dos Namorados,  o conselho de hoje vai para minha amiga Caroline*.

Apresentando-vos, Caroline* é uma moça de 28 anos, a  quem não falta nada, talvez só um pouquinho de consciência do que Deus lhe deu: beleza, inteligência e charme.

Há cerca de um ano Caroline* conheceu um rapaz muito simpático e divertido, e começou a ficar com ele, e a gostar bastante disso. Aquela coisa suave e descompromissada. Até que o rapaz sumiu, não ligava mais, nao mandava mensagem. E Caroline* acreditou que fez algo errado, que nada dava certo para ela no amor...

Meses depois o rapaz volta a procurá-la. Ela questiona o porque do sumiço e ele alega que estava se envolvendo demais, e que na época não estava pronto para assumir um compromisso sério. Caroline* aceitou a desculpa, compreendeu e tornou a sair com ele, acreditando que, se ele voltou a procurá-la, já estava pronto para o tal compromisso.

E não é que a mesma história se repete? Sempre após uma noite maravilhosa juntos, nada do telefonema do dia seguinte... Caroline* volta a ficar triste, e me pergunta: o que preciso fazer para conquistar esse moço de vez?

Bom Carol, a Nanda faria o seguinte...iria cuidar da própria vida... Desculpe, meu conselho não é nada romântico, mas tenho preguiça infinita de pessoas que não sabem se querem, se não querem, e que mudam de opinião várias vezes a respeito disso. É possível que esse mocinho aí seja um  clássico caso de "sem atitude". Pode ser que ele até goste de "ficar" com você, mas ele não me parece "gostar de você ". E no seu caso, acredito que o moço sofra de miopia crônica, por que até eu ficaria com você. Por que ele não percebe que tá perdendo um mulherão?

 O conselho alternativo é o que provavelmente você vai escolher, e o que provavelmente te dará uma profunda decepção depois. Mas pelo menos você vai ter certeza de uma vez por todas qual a desse moço e vai acordar pra vida: declare-se! Diga logo que você está apaixonada e pergunta na lata se esse moço não quer "namorar" com você. Você não tem nada a perder, a não ser um pouquinho do ego ferido caso ele diga não... Mas ego, como eu sempre digo, não passa de uma bagagem pesada demais, e que nos atrasa a viagem...

Alguém tem um conselho melhor pra Carol?

* O nome é fictício, para preservar o anonimato da citada.

5 comentários:

Claudia Sousa Dias disse...

Não, não tenho mesmo.

Assino em baixo. Até porque é um "filme" que eu já conheço. A acrecentar ao diz a Fernanda, só tenho a dizer a Caroline: valorize-se! Seja snob. Pode-lhe custar. Ame-se mais a si do que a quem quer que seja.


csd

allicedanseuse disse...

Pelo contrário...é extremamente comum mulheres começarem a dançar mais velhas...é um hobbie, não serve para profissionalização mas, é maravilhoso! Eu aconselho =) Só tome cuidado com qual professor pegar, não faça aulas com qualquer maluco. =*

allicedanseuse disse...

PS: realmente...essa sua amiga tem um problema de alto-estima.

It Girls Lover-Mari disse...

Ooii Nanda, vi seus comentários no meu blog, resolvi atualizar ele de novo, obrigada pelas dicas e adorei seu blog também!
Certamente vou sempre dar uma passadinha por aqui!
grande beijo Mari!
=]

It Girls Lover-Mari disse...

oii Nanda, acho que não fiz nada demais no meu blog!hehe
só cliquei em design, escolhi um layout, o estilo de página e ficou como está!hehe
experimente fazer tmbm, só clicar em design e depois quero ver como ficou!
bjuuus